post_2021_05_12_05

Os índices futuros americanos operam em queda nesta quarta-feira (12), em que as bolsas asiáticas fecharam em queda, em meio a temores sobre a aceleração da inflação. As bolsas europeias têm, no entanto, tendência de alta.

Na terça, as ações do setor de tecnologia nos Estados Unidos voltaram a cair, em meio ao temor sobre alta da inflação impulsionada pelos preços das commodities.

O movimento dos papéis de tecnologia incitou vendas no mercado como um todo, mas voltaram a se recuperar antes do fechamento. O índice Dow Jones perdeu 1,4%; o S&P caiu 0,9%; e o Nasdaq chegou a perder 2% em seu ponto mais baixo durante a sessão, mas fechou com recuo de apenas 0,1%.

Durante a sessão, o índice CBOE de Volatilidade, que funciona como uma medida sobre o temor dos mercados, chegou a 23,73 pontos, níveis que não eram vistos havia dois meses.

Investidores aguardam a divulgação nesta quarta de dados sobre inflação nos Estados Unidos. A expectativa de analistas ouvidos pela Dow Jones é de aumento de 0,2% no índice de preços ao consumidor relativo a abril em relação ao mês imediatamente anterior, e uma alta de 3,6% em relação ao ano anterior. Caso se confirme esta será a maior alta desde setembro de 2011.

Em março, o índice avançara 0,6% em relação ao mês anterior, e 2,6% em relação a um ano antes.

Os investidores temem a ameaça de inflação, mas o presidente do Fed, Jerome Powell, afirmou que qualquer alta deverá ser transitória.

As bolsas asiáticas fecharam em quedas, em sua maioria, na quarta. Em Taiwan, autoridades afirmaram que podem elevar o nível de alerta contra a Covid nos próximos dias, depois de a ilha passar por um surto de seis novos casos, sem que seja possível determinar com clareza a fonte de infecção.

Na terça, a China divulgou dados sobre inflação que mostraram que os preços de vendas nas fábricas subiram em um abril em seu ritmo mais forte em 3,5 anos, enquanto que os preços aos consumidores subiram em um ritmo mais fraco. Isso fortaleceu a preocupação de que uma rápida alta dos preços possa forçar os bancos centrais a elevar suas taxas de juros e a implementar outras medidas de arrocho.

Na Coreia, o índice Kospi recuou 1,49%. O índice Shanghai composto, da China continental, fechou com queda de 0,61%; o componente Shenzhen, também da China continental, subiu 0,7%; e o Hang Seng Index, de Hong Kong, subiu 0,67%.

No Japão, as ações da fabricante de carros Nissan caíram 10%, após a empresa anunciar que suas perdas operacionais em um ano terminado em 31 de março foram a 150,65 bilhões de ienes, ou US$ 1,38 bilhões, frente a um recuo de 40 bilhões de ienes no ano passado.

As ações do setor automobilístico registraram perdas, com a exceção das ações da Toyota, que subiram mais de 2%. O índice Nikkei, do Japão, recuou 1,61%.

O índice Eurostoxx sobe 0,29%. O setor de recursos básicos avança 1,3% e lidera os ganhos. Ações do setor de tecnologia caem 0,5%.

As ações do alemão Commerzbank subiram 8,5% após o banco superar as expectativas sobre lucro para o primeiro trimestre, e elevar sua previsão sobre a receita anual.

O banco holandês ABN Amro, por outro lado, perdeu 7,4%, após reportar uma perda de 54 milhões de euros, ou US$ 66 milhões, no primeiro trimestre, devido a uma multa substancial relativa a lavagem de dinheiro.

 

Veja o desempenho dos principais indicadores às 6h20 (horário de Brasília):

*S&P 500 Futuro (EUA), -0,32%
*Nasdaq Futuro (EUA), -0,54%
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,31%
Europa
*Dax (Alemanha), +0,11%
*FTSE 100 (Reino Unido), +0,61%
*CAC 40 (França), +0,04%
*FTSE MIB (Itália), +0,08%
Ásia
*Nikkei (Japão), -1,61% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +0,78% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), -1,49% (fechado)
*Shanghai SE (China), +0,61% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +0,69%, a US$ 65,74 o barril
*Petróleo Brent, +0,63% a US$ 68,97 o barril
*Bitcoin, +2,12%, a US$ 56.809,65
**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 2,85%, cotados a 1337 iuanes, equivalente hoje a US$ 207,55 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,44

 

(InfoMoney)

Escrito por:

A Recomenda Ações e seu blog preza pela qualidade da informação e atesta a apuração de todo o seu conteúdo produzido pela equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O Blog se faz apenas para fins informativo.