Eneva (ENEV3) lucra R$ 489,4 milhões no 4T21, queda de 28,7%

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A Eneva (ENEV3) reportou lucro líquido de R$ 489,4 milhões no quarto trimestre de 2021, queda de 28,7% na comparação com o mesmo ciclo de 2020, informou a companhia nesta segunda-feira (21).

“A redução do lucro foi decorrente do aumento da despesa financeira líquida no 4T21 e da constituição extraordinária de ativo fiscal diferido ocorrida no 4T20 que não se repetiu no 4T21, levando a um aumento nas despesas com impostos no 4T21” disse a empresa.

O Ebitda ajustado, que mede o resultado operacional, foi de R$ 859,7 milhões, avanço de 39,9%. Segundo a companhia, esse foi o o maior Ebitda trimestral da história da Eneva.

“O crescimento foi impulsionado principalmente pelo aumento no preço praticado no mercado regulado (ACR), que superou o efeito da redução do despacho entre os trimestres, e pelo impacto positivo da reversão de impairment no segmento de geração a carvão”, explica a Eneva.

A receita operacional líquida somou R$ 1,68 bilhões, alta de 37,5%.

A companhia registrou resultado financeiro líquido negativo de R$ 152,2 milhões, comparado ao resultado negativo de R$ 74,3 milhões no quarto trimestre de 2020.

“A piora aconteceu após a empresa aumentar as despesas com juros sobre debêntures, devido à elevação do CDI; impacto negativo da desvalorização do real frente ao dólar nas operações de compra de carvão e em pagamentos de contratos indexados à moeda estrangeira; e impacto referente à mudança de tratamento contábil acerca da marcação a mercado dos contratos futuros de comercialização de energia, que passaram a ser classificados como operacionais a partir de 2021”, diz a Eneva.

 

Veja o documento:

 

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Fonte: Money Times

Publicado por:

Erika Santos

Erika Santos