post_2021_05_25_08

Os consumidores brasileiros mostraram maior confiança em maio na comparação com abril, em meio a melhor percepção tanto sobre o momento atual quanto em relação aos próximos meses, embora pontos de cautela permaneçam no radar, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) ganhou 3,7 pontos em maio, para leitura de 76,2. Juntos, os resultados vistos neste mês e no anterior representam recuperação de 81% da queda sofrida em março.

“Houve ligeira melhora da percepção das famílias sobre o momento atual, que atingiu nível mínimo em março, e aumento das perspectivas em relação aos próximos meses”, disse em nota a coordenadora das sondagens, Viviane Seda Bittencourt.

Em maio, o Índice de Situação Atual teve alta de 4,2 pontos, para 68,7 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE) avançou 3,2 pontos, para 82,4 pontos.

Ainda assim, “a expectativa das finanças pessoais não avança e o ímpeto para consumo continua muito baixo”, alertou Bittencourt, citando também preocupações em relação a divergências entre a população de renda alta e renda baixa.

“Apesar do resultado positivo desse mês ter sido disseminado por todas as classes de renda e capitais, observa-se que consumidores possuem patamares de confiança bastante distintos e a diferença entre classe de renda baixa e alta tem atingido patamares elevados desde o final do ano passado.”

 

(Money Times com Reuters)

Escrito por:

A Recomenda Ações e seu blog preza pela qualidade da informação e atesta a apuração de todo o seu conteúdo produzido pela equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O Blog se faz apenas para fins informativo.