O mundo encontra-se em constante mudança, isso é fato.

Quando temos a dádiva de ter filhos, o nosso universo muda completamente e queremos a cada segundo melhorar a experiência e dar o melhor para eles hoje e num futuro.

Infelizmente a educação financeira no Brasil ainda é um processo a ser melhorado, na verdade precisa ser criado, pois dentro das escolas ainda não há de forma simples e objetiva o ato de “entender e como cuidar do dinheiro”.

Ainda temos como premissa da educação fundamental e superior, preparar crianças para “saber o que ser quando crescer” entrar no ensino superior, e iniciar sua trajetória no mundo corporativo.

Mas…

E se ao completar a maior idade o seu filho possa ter mais opções de escolhas?

Como empreender, investir, ser mais livres de suas escolhas e assim prosperar sem estar atrelado ao meio “convencional” tanto de ensino, como preparo para sua vida adulta e gestão de recurso.

Meu nome é Guilherme Cunha, sou educador financeiro e ex-bancário, e mais importante de tudo: Pai! ❤️

Tenho um filho, chamado Henrique que hoje possui pouco mais de 3 anos de idade, e ao pensar no seu futuro, juntamente com minha esposa, decidimos mudar a trajetória convencional, fugir de investimentos convencionais como poupança e previdência privada (onde apesar da “segurança” apresentada, a evolução patrimonial é baixa) e adotar educação financeira e bolsa de valores para a constituição da reserva do Henrique.

 

Dentro da Bolsa de Valores (Ações) obtemos alguns tipos de modalidades, sendo:

Position (Buy and Hold) – Longo Prazo

Swingtrade – Operações de poucos dias / semanas

DayTrade – Operações a serem liquidadas no mesmo dia

Scalping – Operações para comprar e vender dentro do mesmo dia o mais rápido possível.

E quando falamos de Position, onde a análise fundamentalista (uma das minhas paixões) é que faz entender mais sobre a sustentabilidade da companhia, suas possibilidades de crescimento, faz com que meu filho ser sócio de grandes empresas no Brasil e no mundo, torne muito provavelmente ele um milionário antes dos seus 18 anos, podendo assim ele se preparar para a sua maior idade com menos pressão e mais feliz.

 

Mas é preciso muito dinheiro?

Quem aqui ainda não viu o caso da MAGALU (MGLU3) onde R$ 5.000 virou mais de R$ 1.000,000.00 (Um milhão de Reais) em 4 anos.

Naturalmente estamos preparados para liquidar uma compra com ganhos expressivos como 70% / 100% / 200% mas nossos filhos possuem de fato o longo prazo a seu favor e eles podem estar atrelado a grande novas oportunidades da bolsa de valores.

O Recomenda Ações juntamente com analistas CNPI estarão preparando uma carteira para longo prazo com revisão mensal para ajudar mães, pais e filhos a entenderem a importância da bolsa de valores, aportes recorrentes e cenário micro e macroeconômico.

Além disso, conteúdo para engajar os pais a se prepararem para investir melhor para o futuro dos filhos.

Se preparem pois irá começar agora em Agosto/2021 em meio aos resultados trimestrais do 2T21.

Vale sempre lembrar que investir em ações é tornar-se sócio de grandes empresas na bolsa de valores, e envolve riscos elevados.

Todo o investimento deve estar atrelado ao seu perfil de Investor e acompanhando de pessoas certificadas e capacitadas.

Visão de longo prazo é necessário para o sucesso para o objetivo do projeto.

Nos encontramos em breve.

Escrito por:

A Recomenda Ações e seu blog preza pela qualidade da informação e atesta a apuração de todo o seu conteúdo produzido pela equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O Blog se faz apenas para fins informativo.